Ações de sustentabilidade e sociais são prioridades para a Flormel



Não há dúvidas de que o mundo está diante de um processo de transformação intensa. Neste cenário, empresas que se preocupam com o meio ambiente ou oferecem iniciativas para reduzir o impacto ambiental da sua operação seguem registrando um crescimento expressivo e crescendo na preferência do consumidor, visto que o cliente está cada vez mais exigente em relação às práticas sociais, ambientais e econômicas que devem acompanhar o desenvolvimento de uma marca.  

A Flormel é um exemplo. A empresa familiar, que produz e comercializa alimentos saudáveis sem adição de açúcares, adotou a logística reversa ao fechar uma parceria com o selo “Eu Reciclo” para compensar as embalagens descartadas no meio ambiente. 

Na prática funciona da seguinte forma: a cada produto vendido, uma porcentagem do mesmo material das embalagens é reciclada por um operador no Brasil. No último relatório entregue, por exemplo, foram compensadas cerca de 68 toneladas de alumínio, 11 toneladas de papelão e 21 toneladas de plástico. Além deles, alumínio, papel, plástico multimaterial, vidro, plástico PET e PVC também entraram na compensação. Essa solução adotada é comum em diversas partes do mundo, sendo reconhecida em muitos países da União Europeia.  

“O mercado corporativo e o setor de alimentos estão virando uma chave. A nossa agenda para diminuir o impacto no meio ambiente segue ativa. Além da compensação, trocamos as nossas embalagens secundárias da linha de bombons, que é uma das linhas mais vendidas, por embalagens de papel, focando na redução de lixo”, e estamos estudando outras formas para sermos mais sustentáveis”, comenta Alexandra Casoni, CEO da Flormel.

Na rotina corporativa pequenas atitudes também foram adotadas, como a reutilização da água que sai do ar-condicionado para a lavagem de pisos externos do centro de distribuição da fábrica. Cada colaborador novo que entra na empresa ganha uma garrafa e uma xícara de uso individual para diminuir o uso de descartáveis.

Em uma iniciativa voltada ao uso doméstico, a cofundadora da marca, Maria Marta, fez, durante alguns meses, o uso de cascas de coco que foram utilizadas na produção dos doces in natura. Esses resíduos são responsáveis por adubar a horta de verduras, legumes e grãos orgânicos da família Casoni.

Escolhas conscientes

Levando a sério o poder de escolha do consumidor, a Flormel também trabalha para conscientizar o cliente, na medida do possível, sobre o que ele consome e leva para casa, visando a colaborar com quem deseja construir um estilo de vida mais saudável, aliando saúde com sabor. Nas redes sociais da marca, por exemplo, os clientes e consumidores podem ter acesso a dicas de nutrição pensadas pela equipe de nutricionistas.

“O nosso produto está muito relacionado ao momento indulgente, por isso o nosso objetivo é cada vez mais aumentar o nosso portfólio com algo feito da forma mais natural possível. Buscamos sempre estimular o consumo de forma consciente, mostrando a importância de conhecer a composição dos ingredientes e expandindo conhecimento para que as escolhas sejam feitas com cuidado”, explica a Alexandra, que completa: “No ano passado, por exemplo, realizamos o rebranding da nossa linha de tabletes, que além de terem agora embalagens mais lindas, estão mais saudáveis, isto porque substituímos o maltitol e sorbitol pelo xilitol, que é um adoçante natural que oferece rápida absorção intestinal. A Taumatina, adoçante natural de origem vegetal, continua presente garantindo a entrega do sabor que todos amam, com um perfil nutricional ainda melhor”.

Alexandra explica que a necessidade veio de um estudo interno, que levou em conta a opinião dos clientes e consumidores. "Identificamos a necessidade de reformular a composição ao escutar o que o nosso cliente espera da gente. Na nova composição, o maltitol e o sorbitol, responsáveis por dar corpo e textura ao alimento sem açúcar, foram substituídos por xilitol. A taumatina já estava na formulação anterior e se manteve para adoçar naturalmente e deixar tudo ainda mais gostoso. Acho importante citar os nomes, porque o nosso consumidor é muito ligado na composição, então não há o que esconder. Na oportunidade, aproveitamos para trocar as embalagens e dar um ar mais alegre e vibrante já que a linha é uma das de maior sucesso”, finaliza. 

Apoio a comunidade local e a sociedade

A Flormel tem a cultura de olhar para o próximo ao ter um cuidado único com as pessoas. O desenvolvimento contínuo dos funcionários e a valorização interna estão implantadas desde o nascimento da marca.  A atenção com o próximo também é expandida para a comunidade, já que periodicamente a equipe de marketing recebe pedidos de apoio em datas comemorativas como Festa Junina, Dia das Crianças e Natal.

Outras instituições como creches da rede municipal, casas de repouso, abrigo para pessoas em condições de rua, centros de reabilitação e associação de moradores também recebem o apoio da marca. “Acreditamos que alimentos produzidos prioritariamente em solo nacional são uma ferramenta de transformação social que devem impactar positivamente na cadeia inteira”, explica Alexandra.

Outro projeto importante que recebe suporte é o Mesa Brasil do SESC SP presente em todo o país. O programa atua no combate à fome e ao desperdício, assistindo pessoas em situação de vulnerabilidade social. Em parceria com o programa, já foram destinadas mais de oito toneladas de alimentos para a mesa de quem precisa.