Laces e alongamentos temporários são opções divertidas e práticas para os cabelos no carnaval

  
Mesmo com as restrições impostas pela COVID-19, muitas festas e bailes de carnaval estão acontecendo. Lógico que para o número bem menor de pessoas.

Mas mesmo que seja para confraternizar com pouca gente, ninguém quer ir feio e fora de tendência. Uma grande tendência para este Carnaval são as  laces e os alongamentos temporários de cabelo.As duas alternativas dão a mulher a possibilidade de mudança total no visual capilar sem agredir ou estragar o cabelo natural. 

A empresária e especialista em alongamento capilar, Eliana Martins, proprietária do Vitrine da Mulher, um salão que é referência nacional em alongamento e laces, destaca que no carnaval as cores vibrantes estão com tudo e para chegar à essas cores no cabelo natural é preciso realizar procedimentos que desgastam e estragam muito.

"Para chegar ao rosa, a Azul, alaranjado, é preciso descolorir totalmente o cabelo para depois aplicar a cor desejada. Este processo abre totalmente as cutículas do cabelo, danifica e enfraquece. As laces e o alongamento temporário, que é feito com tique-taque ou com rabos de cavalo, dão a mulher a oportunidade de usar o cabelo da forma como ela sempre sonhou sem estragá-lo. É o que a gente chama de liberdade capilar. Além disso, as laces e o alongamento temporário dão a mulher a oportunidade de usar uma cor em cada noite de Carnaval. Coisa que com o cabelo natural é praticamente impossível"

A modelo Keith Roriz foi uma das adeptas do alongamento em Tic Tac. Ela usou telas com várias cores da folia.  E destacou a diversidade as possibilidades que  o alongamento em tic tac traz.


Foto: Divulgação