BARONESA DE ITU E A DE FORMOSA -GOIÁS


De pé: Eu e minha saudosa mãe Dejanira. Sentados: meu saudoso pai Vespasianos e os atores negros TV Globo: Milton Gonçalves, Jorge Coutinho e Cosme dos Santos.

 Por    Walter   Brito  Referente ao post acima: 

O primogênito da Baronesa Dejanira Carvalho de Brito e do Príncipe Vaspasiano Gualberto de Brito (filho do Coronel Rosendo Gualberto de Brito), claro. Euzinho, pai de João Pedro Vespasiano lll Gualberto de Brito e Silva - 14 anos,  (que antes de fazer o primeiro de seus diversos cursos superiores - certamente vai morar uma temporada com o papai e, de preferência na Cidade de Nostradamus na França, a espiritual e cultural  Salon-De- Provence.

Maria Angélica de Sousa Queirós Alencar de Barros, a Baronesa de Itu


 Contei o causo em pauta para dizer que estou ficando em forma, por meio das caminhadas na Rua da Baronesa em Santa Cecília - a mais tradicional  Rua dos Judeus em São Paulo. 

 A vice-presidente do Grupo Birosk Karla Fiori e a Rainha da noite Lílian Gonçalves


Faço o percuso de uma hora e 30 minutos  diariamente na Rua dos Judeus, 

A alvorada de todos os dias no Lago Dejanira Carvalho de Brito (Lagoinha) é animada pelos caminhantes da madrugada: os amigos e advogados Valdo Gualberto e Edmar Xavier


enquanto Daisão e Edmar Xavier andam no mesmo horário que eu, ou seja, às 6h da matina no Laguinho da Baronesa Dejanira de Formosa. Os descendentes da Baronesa de Itu só perdem em matéria de economia no bairro Santa Cecília para a Rainha da noite, a minha amiga Lílian Gonçalves (que estudou no Coleginho de Formosa-GO, com Edmar Xavier). 

O lema da proprietária da Rede Birosk em São Paulo é: " Só por meio do trabalho e fé em Deus - é que vamos recuperar nossas energias e os prejuízos causados pela pandemia da Covid 19"


No Coleginho, eu e o irmão mais novo da professora Olíbia Albernaz, o médico João Albernaz; fomos professores do primeiro time menores de idade.  Eu tinha 14 anos e dava aula particular de matemática para 9 alunas internas naquela instituição. O hoje médico, cunhado do professor Édson Spíndola, tinha 16 anos e lecionava inglês e português para outras tantas. Volto ao causo da filha  do cantor Nelson Gonçalves com a Chef da cozinha do Catetinho, erguido pelo arquiteto Oscar Niemeyer e habitado à época da construção de Brasília por Juscelino Kubitschek de Oliveira. Lílian tem dezenas de imóveis na Santa Celília e diversas casas noturnas de muito sucesso, enquanto os Judeus de Santa Cecília são donos dos  mercadinhos, açougues, alfaiatarias, padarias, bares e restaurantes, clínicas médicas, escritórios de advocacia e, claro, seus templos de orações. 

De pé: Este escriba da política nacional, professor e bacharel em Direito WB,  a professora Creusa, o ex-prefeito e odontólogo Waldir, o ex-prefeito e administrador Wagner, o advogado e economista Valdo, a pedagoga e artista plástica Valquiria, o geógrafo, cientista internacional e bacharel em Direito Vanderlei. Abaixo: o professor e advogado Vespasiano Filho e a matriarca e Baronesa da Lagoinha, a saudosa Dejanira Carvalho de Brito


As  novas gerações de descendentes da Baronesa da Lagoinha em Formosa, certamente herdarão grande legado para construírem suas histórias, tal qual os descendentes da Baronesa de Itu construíram no Bairro de Santa Cecília. Como sou jornalista, e trabalho 18 horas por dia desde os 8 anos de idade, vou fazer uma pequena pausa, tomar o meu café aqui na Padaria Baronesa, localizada na Rua Baronesa na Pauliceia e, obviamente, de propriedade de um judeu. 

Na padaria Baronesa com um médico italiano de Nápoles, formado na primeira turma da UnB. Foi amigo do professor Darcy Ribeiro, fundador da UnB!


Após o café, aqui mesmo vou fazer uma matéria baseada em uma entrevista importante para o Brasil. Trata-se do fim da corrupção, de um dos casos mais escabrosos dos 521 anos de existência do Brasil. Vejam hoje à noite no São Paulo Nas Entrelinhas. SALVE A BARONESA DA LAGOINHA NO ABREU E O PRÍNCIPE DA AGULHA NO BRASIL. DEUS  SEMPRE NO COMANDO DE NOSSAS VIDAS!